Isaias Andrade Lins Filho
I Co. 12:1-11

Não há como negar, seja o povo batista ou não, o Senhor Deus está realizando uma grande obra, e, de algum tempo para cá, estamos vivendo um grande “mover do Espírito Santo”, isto porque, não tenham dúvidas, o Senhor, à luz da Sua Palavra, está promovendo no meio do seu povo “um grande avivamento espiritual”.

Numa época como esta, nada mais justo do que exercermos atitudes cautelosas em muitas e determinadas coisas.

Como Pastor desde meus 20 anos de idade, ordenado na Igreja Batista da Encruzilhada em Recife, hoje com 53 anos de idade, portanto, 33 anos de Ministério, ouví, estudei e aprendí dos grandes mestres e professores, livros e estudos dirigidos, etc., muitas coisas que foram ministradas e ensinadas, e, principalmente sempre lí as lições dos “Pontos Salientes” da Escola Bíblica Dominical, que eram ministradas nas nossas igrejas e, uma das coisas que se ensinava e escrevia, é que:



1) “os dons cessaram”;
2) “não mais haveria a necessidade de manifestações dos dons” e,
3) “as manifestações dos dons eram necessárias naquela época apostólica para o povo poder crer …”

Todavia, queridos leitores, nós sabemos que não é nada disto, os dons do Espírito Santo são uma evidência clara no meio do povo de Deus e, os dons do Espírito Santo, não são propriedades exclusivas de nossos amados irmãos em Cristo, pentecostais ou assembleianos (a quem amamos e respeitamos), ou dos néo-pentecostais (os quais também amamos), hoje tantos, mas, os “dons do Espírito Santo” são também uma clara evidência no meio do povo batista, no Brasil e no mundo, numa demonstração inequívoca, de que a Palavra do senhor é a mesma de ontem e será eternamente, pois o Senhor assim ministrou: “Passarão os céus e a terra, mas, as minhas palavras não haverão de passar …” Mateus 24:35.

Não sei por que, tanta gente tem medo de tratar deste assunto e de ministrar ao povo batista, a grande verdade, de que o Senhor está a realizar grandes maravilhas e, que o “mover do seu Espírito” é, hoje, uma realidade que ninguém pode negar.

Não tenham dúvidas, que é por causa desta omissão do líder batista de não querer se expor, e dizer claramente ao povo que nós os batistas CREMOS NOS DONS DO ESPÍRITO SANTO e, sabemos que, como diz a Bíblia Sagrada, “o Espírito Santo opera todas essa coisas, repartindo particularmente a cada um como quer …” (I Co. 12:11) e, que, a “manifestação do Espírito é dada a cada um para o que for útil …” (I Co. 12:7), portanto, se não for para ser útil, não será dada a manifestação nem será dado o Dom, é por causa desta omissão que estamos vendo tanta distorção doutrinária no meio do povo batista.

Humilde e submisso à vontade do Senhor é que pretendo escrever uma série de estudos sobre o assunto Dons do Espírito Santo, e, para tanto, tenho orado e pedido as orações dos irmãos da Igreja Batista dos Mares da qual sou o Pastor, para que orem por mim, pois, o que desejo, nada mais é do que a vontade da Palavra de Deus, e, nos próximos estudos adentrarei de maneira direta numa análise à luz da Bíblia, sobe os “dons espirituais” e, pasmem, até sobre os “dons de línguas” incontestavelmente um tabu no meio do povo batista mas, uma realidade insofismável na vida do povo de Deus, contudo, ensinaremos que ao ser exercido, mediante a dádiva do Espírito Santo, o é, para edificação própria, pois o que “fala em língua estranha edifica-se a si mesmo” (I Co.14:4) e, este texto, fala mesmo da “variedade de línguas, isto é, línguas que não correspondem a nenhuma língua conhecida por aquele que fala…” , conforme está explicado no rodapé da (Bíblia de Estudos Almeida, da Sociedade Bíblica do Brasil, às páginas 252, do Novo Testamento, edição recente de 1999, Baurerí, São Paulo), mas, ninguém se espante, porque também iremos dizer que “o amor” além de ser superior aos dons, é sem dúvida o elemento legitimador do uso dos dons na edificação do povo de Deus, e, o amor não deixa o crente presunçoso, orgulhoso, achando que é superior aos demais e, nem “orando para que os outros crentes se convertam”, pois, quem recebeu a Jesus e permanece fiél ao Senhor, dia após dia, não tem que se converter de novo, nem, porque foi a um “encontro tremendo” é que agora se converteu. Cuidado! É bom ter calma, prudência, mas, que Deus está fazendo uma grande obra, está !

Até ao próximo estudo !

Pr. Isaias Andrade Lins Filho, Pastor da Igreja Batista dos Mares. Teólogo, Mestre em Ciências da Religião, Doutor em Teologia e Advogado.
E-Mail: ielins@e-net.com.br